domingo, 11 de janeiro de 2009

O ridículo do cinema norte-americano (Parte 3)

As coisas que não saberíamos se não existisse o cinema norte-americano:

- Todos os discos trabalham em qualquer computador, independentemente do sistema operativo instalado;

- Ao conduzir um carro é normal não olhar para a estrada mas sim para a pessoa do lado durante toda a viagem;

- Quando estão sós, todos os estrangeiros preferem falar inglês entre si, especialmente os terroristas;

- Qualquer fechadura pode ser aberta em segundos com um cartão de crédito ou com um arame, excepto a porta de um prédio em chamas com uma criança no interior.

20 comentários:

Ricardo Vieira disse...

Lol! Estas gafes estão muito bem vista sim senhor!

Airton disse...

eaee
manero em..eh caraa o bruce willis soh faz papel igual hahah esse aee eh um longa q ele mando bem....oeae ja viu benjamin button?

Filipe Machado disse...

Caro Airton,

O "...Benjamin Button" só estreia em Portugal na próxima semana. Um abraço!

Dan disse...

Bem reparado! São pormenores muito bem apanhados!

Parabéns pelo blog, vou começar a passar mais vezes por aqui! ;)

Abraço.

Cenas de Cinema disse...

É bem isso mesmo!

Gostei do blog vou adicioná-lo lá no Cenas.

Beijo

Fernando Ribeiro disse...

São anotações muito importantes e pertinentes. No entanto, foi o cinema americano que já nos trouxe grandes momentos cinematográficos e outras grandes pérolas. Mas, lá está, nem tudo é perfeito. Mas está aqui um excelente ponto de vista sobre esses defeitos. :)

Obrigado pelas tuas palavras quanto ao "Instinctu". Como é óbvio, tens a total liberdade de a colocar neste excelente blog. Fico-te, aliás, muito agradecido por isso e muito obrigado por todo o interesse demonstrado.

Grande abraço Filipe.

Roberto F. A. Simões disse...

Bem dito! :o)
e já saio daqui mais bem disposto!

Voltarei.
Roberto F. A. Simões
cineroad.blogspot.com

ana s disse...

muito bem visto lol
Beijos

CINE31 disse...

E ainda há quem diga que não se aprende nada com os filmes americanos... :-D

cine31.blogspot.com

Renata Correia Botelho disse...

Está muito bem apanhado, é certo, e com muita graça. Mas olha que conseguirias outras tantas gafes em cinema europeu, não nos iludamos. Concordo plenamente com um comentário aqui acima, de Fernando Ribeiro, quando diz que devemos muito ao cinema americano!

Fifeco disse...

Os erros que tu referes são, sem qualquer dúvida, muito comuns mas não acontecem apenas no cinema norte americano. O cinema europeu tem as suas falhas e apesar de tudo continua a ser o meu favorito.

Abraço

Filipe Machado disse...

Caros amigos, concordo inteiramente convosco, aliás sou um grande admirador do cinema de Hollywood. O objectivo desta publicação é focar o lado cómico da questão e só podia fazê-lo com base na maioria dos filmes que já vi, ou seja, os filmes norte-americanos :) Obrigado pelos comentários!

Maria das Mercês disse...

Tens toda a razão, Filipe, há uns quantos clichés/gaffes muito engraçados, tanto no norte-americano como no europeu. Outra: o bom da fita tem sempre uma bala extra!

Su disse...

Bem vistas Filipe!
Junto outra: o carro escolhe sempre o momento da fuga (sobretudo quando o assassino vem mesmo atrás) para não pegar.
eheheheh

Renata Correia Botelho disse...

Ahahaha!

Muito bem apanhadas, todas, e bem certeiras.

O meu único "reparo" de ontem era para não cairmos naquele chiché (que não te assenta nada, felizmente, mas que assola muito boas cabecinhas...) de que "o cinema americano está cheio de bacoradas, o europeu é que é todo XPTO"...

Eu sei bem que tu, inteligentemente, és um forte admirador de qualquer cinema - do Norte, Sul, Este ou Oeste - desde que seja bom!!!

Filipe Machado disse...

Esperem que ainda há mais ;) Obrigado!

looT disse...

A dos terroristas é muito boa. Há ideias fantásticas fico à espera de mais.

Uma muito boa no mundo da BD é que os super heróis não contribuem para um mundo melhor apenas para que ele não fique pior, ou seja, só o salvam de um atentado por parte de um qualquer vilão, nunca combatem a fome, a doença, etc.

abraço

Filipe Machado disse...

Excelente perspectiva looT, nunca tinha pensado nisso...

Victor Afonso disse...

Um contributo:

- sempre que o herói vai disparar contra o mau da fita, fica sem balas.

- quando o herói foge do assassino e se mete no carro, este tarda sempre em arrancar: a ignição falha diversas vezes.

há mais...

Filipe Machado disse...

Obrigado Victor, por mais este contributo ;)