terça-feira, 31 de março de 2009

Why so serious?

Ao ponto que isto chegou...

domingo, 29 de março de 2009

Último filme visionado: 2001: A Space Odyssey

2001: A SPACE ODYSSEY (1968) de Stanley Kubrick

Considerada por muitos a mais poética e visionária peça de ficção científica da Sétima Arte. O génio Stanley Kubrick realiza uma obra-prima que explora o nascimento da inteligência do homem nos primórdios da humanidade e os mistérios interplanetários do universo. Um drama empolgante que disseca a disputa entre o homem e a máquina, tudo acompanhado por uma excelente fusão entre imagem e música.
(10/10)

Último filme visionado: Death Race

DEATH RACE (2008) de Paul W.S. Anderson

Este filme é um surprendente exercício de testosterona muscular movido a combustível automóvel. Apesar de se basear num clássico de 1975, como em quase todos os remakes, não atinge a qualidade nem a posição de culto da película original. Todavia, não posso deixar de admirar todo o estilo da acção injectado com um único propósito: entreter! Uma palavra especial para Jason Statham, ao reforçar novamente o seu status de maior ícone de acção da última década.
(7/10)

quarta-feira, 25 de março de 2009

Banda Sonora da Semana #8

O ritmo é lento, as variações reduzidas ao mínimo e a orquestra omnipresente. Heróico, trágico e sofrido, este segmento musical combina os elementos mais fortes das bandas sonoras dos filmes de época com a majestade das dos clássicos épicos históricos. A que filme pertence?

video

segunda-feira, 23 de março de 2009

Último filme visionado: W.

W. (2008) de Oliver Stone

W. é um filme sem precedentes: narra a história política de um Presidente dos Estados Unidos ainda em funções (na altura da rodagem e da estreia). Só Oliver Stone podia ser tão ambicioso ou arriscado. É uma obra que tem a ver com pessoas reais e eventos verídicos, sendo uma sátira e ao mesmo tempo uma mensagem política. Todavia, ao contrário de JFK ou Nixon, pouco há de controverso nesta película. Um híbrido desinteressante de comédia, biografia e drama.
(6/10)

Último filme visionado: Changeling

CHANGELING (2008) de Clint Eastwood

Inspirado em factos reais que ocorreram em 1928, Clint Eastwood contrói uma obra altamente dramática sobre o desaparecimento de uma criança e a procura incessante e destemida de sua mãe. Por detrás da contenda cinematográfica, é-nos revelado, de uma forma sublime, o papel da mulher numa sociedade fortemente conservadora e machista. Esta premissa é apimentada pela dissecação da cultura autoritária patente nas forças policiais da época. Apesar de não ser um dos melhores filmes de Eastwood, não deixa de ser um grande filme à boa maneira clássica. Também Jolie deixa um pouco a desejar na pele de mãe angustiada.
(7,5/10)

domingo, 22 de março de 2009

O futuro do 3D

Apesar de não ter tido muitas experiências neste campo, sou de opinião que o cinema tridimensional sempre foi uma melhor ideia na teoria do que na prática: as dores de cabeça e o desconforto visual são disso uma prova. Por isso mesmo, foi com alguma apreensão que li recentemente uma notícia que diz que James Cameron e George Lucas irão apostar fortemente na realização de cinema em 3D. Sim, com os óculos azuis e vermelhos, à maneira clássica.
Bem sei que a tecnologia avançou, e que as 3D dos filmes mais recentes são muito mais perfeitas do que as de filmes como Spy Kids 3D. Seja como for, e apesar de gostar de efeitos visuais e/ou especiais, sejamos francos, nada como uma boa história, uma boa interpretação e uma boa realização. Aí reside o segredo do cinema.

P.S. - Lucas diz que vai converter todos os seis filmes da saga Star Wars em épicos tridimensionais. Espero sinceramente que esta ideia não passe pela cabeça de mais nenhum realizador…

sábado, 21 de março de 2009

Eagle Eye = Dejá Vu

Tive a oportunidade de ver ontem à noite o Eagle Eye (2008). Apesar de ser um filme razoável de entretenimento (muita acção, bons efeitos especiais, e um ritmo alucinante), não pude deixar de sentir uma permanente sensação dejá vu. Assim sendo, resolvi colocar aqui um pequeno desafio para todos aqueles que já visionaram a película: será que se pode concordar com o esquema abaixo? E porquê?

=

+

+

sexta-feira, 20 de março de 2009

Último filme visionado: Gosford Park

GOSFORD PARK (2001) de Robert Altman

Mais uma obra clássica do inconfundível Robert Altman. À partida pode parecer um simples mas inteligente conto sobre o mistério que envolve um crime. No entanto, esta película aborda de uma forma requintada e realista as relações presentes entre a alta burguesia e a classe mais baixa da sociedade inglesa na década de 1930. Uma fotografia sobre os eventos que ligam gerações, classes sociais, sexo e tragédias pessoais.
(9/10)

Último filme visionado: Watchmen

WATCHMEN (2009) de Zack Znyder

Baseado na mais celebrada novela gráfica de todos os tempos, esta magnífica adaptação cinematográfica vem revolucionar o modelo instituído na criação de filmes sobre superheróis. A multi-complexa e profundamente filosófica abordagem sobre a história de uma América alternativa em 1985, onde se vive a tensão da guerra-fria. Considerada por muitos realizadores uma obra infilmável, torna-se agora realidade pelas mãos de Zack Znyder. Com efeitos visuais e especiais de primeira linha, este é sem dúvida o film noir definitivo de super-heróis.
(8,5/10)

quinta-feira, 19 de março de 2009

Gafes do Cinema

Mais uma gafe do…

terça-feira, 17 de março de 2009

Sondagem #4

Após Sean Connery ter recusado cerca de $5,5 miliões de dólares para voltar a vestir, pela sétima vez, a pele do mais famoso espião do mundo, muitos nomes foram equacionados para a sua sucessão. Timothy Dalton, que viria a ser o escolhido mais tarde, nos anos de 1980, chegou a ser convencionado mas posteriormente preterido por ser demasiado novo para o papel.

O britânico Roger Moore, que na altura assistia ao fracasso comercial da série “The Persuaders!”, acabou por ser o eleito. Na verdade, Roger Moore já havia sido cogitado para encarnar o agente secreto em 1962, antes de Connery. Contudo, por questões contratuais com a série de T.V. “The Saint”, não pôde assumir o papel.

Ao contrário do seu antecessor, e por decisão consciente dos produtores da série, o Bond de Roger Moore trouxe à saga uma tonalidade mais leve e humorística, ao apostar fortemente na ironia, no sarcasmo e na elegante pose do protagonista. Foram ainda introduzidas outras alterações: Bond começa a beber whisky em vez do habitual Vodka Martini; ele troca os cigarros pelos charutos e abandona o uso do chapéu.

Live And Let Die (1973), o mais votado pelos nossos leitores através do concorrido e competitivo inquérito (ver barra lateral), apesar de não ter sido a minha escolha pessoal, é o filme que coincidentemente marca a estreia de Moore. Não obstante a abordagem humorística acima referida, este oitavo filme é talvez um dos mais obscuros da série, ao apresentar diversas alusões à cultura africana e à magia negra.

SINOPSE: James Bond luta contra os poderes da magia negra, nesta frenética aventura que o leva desde as ruas de Nova Iorque até às regiões de águas paradas do Louisiana. Com charme, humor e uma segurança mortal, Roger Moore avança como Agente 007 e enfenta um poderoso senhor da droga, Dr. Kananga, com um plano diabólico para conquistar o mundo.

domingo, 15 de março de 2009

PORTO7 – Festival Internacional de Curtas-metragens do Porto

A 2ª edição do “Porto7 – Festival Internacional de Curtas-Metragens do Porto” irá decorrer entre os dias 10 e 14 de Junho de 2009, na cidade do Porto.

O festival promove a produção e exibição de obras neste formato e o intercâmbio cultural entre diversas nacionalidades. O Porto 7 é um evento cultural aberto a produtores, realizadores, estudantes, entusiastas, apreciadores da sétima arte e público em geral. O objectivo é ser um espaço de interacção entre artistas, realizadores, técnicos e empresas ligadas ao audiovisual, onde serão desenvolvidas diversas actividades.

O Festival Porto 7 é constituído pelas seguintes secções:

Competição Internacional de Curtas-metragens
Curtas-metragens de ficção seleccionadas para esta secção. Em competição:
- Melhor Curta-metragem
- Melhor Argumento Original
- Melhor Actor

Competição de Curtas-Metragens Porto7
Curtas-metragens de ficção, sob o tema Porto. Em competição:
- Melhor Curta-metragem Porto7
- Jovem Realizador (até 30 anos)

Mostra de Curtas-Metragens
Exibição das Curtas-metragens concorrentes ao Festival, que apesar de não seleccionadas para a secção competitiva serão exibidas nesta mostra.

Mostra Porto7 Mood
Exibição de filmes seleccionados pela organização com o intuito de promover, dinamizar e fomentar a produção cinematográfica.

O prazo de submissão de curtas-metragens e/ou videoclips termina no dia 5 de Maio 2009. A inscrição de filmes a concurso é gratuita.

Todos os detalhes e outra informação relevante:
http://www.porto7.com/
porto7@avilajet.com
Tel.: 0351 969076430

sábado, 7 de março de 2009

Ausência...


Por motivos profissionais, estarei ausente entre os dias 08 e 15 de Março. Bom cinema!

Último filme visionado: The Servant

THE SERVANT (1963) de Joseph Losey

Um sedutor e perspicaz mordomo é contratado por um refinado aristocrata inglês para que mantenha em ordem a sua residência. Porém, a exagerada eficiência do criado fará com que, num curto espaço de tempo, se confundam os papéis de patrão e subordinado.
Obra-prima que reflecte uma parábola sobre a pretensiosa sociedade britânica em plena catarse, nos anos de 1950. Através de um enredo inquietante, com excelentes interpretações, é-nos relevado um estudo sobre o ódio e a hipocrisia que se move dentro das fronteiras da eterna luta de classes.
(8,5/10)

quarta-feira, 4 de março de 2009

Último filme visionado: Doubt

DOUBT (2008) de John Patrick Shanley

Adaptação com sucesso da afamada peça de teatro de John Patrick Shanley, Doubt é uma película sedutora e assombrosa devido ao seu carácter subtil e simultaneamente provocatório. Emocionalmente e intelectualmente exaustivo, apresenta-se como um drama puro onde as interpretações fabulosas do elenco têm um papel decisivo no desenvolvimento do enredo, ao estimular o espectador a reflectir sobre as suas mais profundas certezas e incertezas. O confronto interpretativo entre os “monstros” Meryl Streep e Philip Seymour Hoffman merece, só por si, infinitos visionamentos.
(9,5/10)

Último filme visionado: Edward Scissorhands

EDWARD SCISSORHANDS (1990) de Tim Burton

Um dos mais originais filmes de fantasia criados na década transacta. Trata-se de um conto de fadas moderno protagonizado pela mais bizarra e adorável das personagens da história do cinema. Simples, divertido, triste e doce, perfeito para ver e rever vezes sem conta. Talvez uma das mais singulares e comoventes obras da filmografia de Tim Burton, com representações como só ele sabe compor…
(8,5/10)

terça-feira, 3 de março de 2009

The Curious Case Of Benjamin Batman

Actualmente, com o advento da Internet e subsequente aparecimento do YouTube e/ou outros sítios de partilha e divulgação de vídeos, é possível termos acesso não só aos trailers oficiais de qualquer película lançada, como também a um leque infindável de realizações de carácter amador. Tendo por base esta última premissa, e após uma árdua busca que culminou numa descoberta involuntária, resolvi trazer aqui o trailer daquilo que se pode considerar uma amálgama entre o The Curious Case Of Benjamin Button e o The Dark Knight. Provavelmente, muitos de vós já tiveram a oportunidade de ver este grande momento de criatividade, mas mesmo assim não podia deixar de vos apresentar The Curious Case Of Benjamin Batman!

video

segunda-feira, 2 de março de 2009

2º Aniversário Clube Aliança

O Clube Aliança começou por ser um clube de imigrantes de Leste que, após o convívio de Natal de 2006, tiveram a ideia de se reunir de forma a divulgar a sua cultura à sociedade açoriana. Na realidade, este clube começou a crescer de tal forma que, não somente imigrantes de Leste, mas pessoas de várias nacionalidades quiseram juntar-se a esta iniciativa. Foi criado, assim, o Clube de Amizade Internacional Aliança. Presentemente, contam-se, entre os nossos membros, 23 nacionalidades, distribuídas por cerca de uma centena de pessoas, sendo que perto de metade são portugueses.

O objectivo principal do Clube Aliança é contribuir para a aproximação entre as nossas diferentes culturas. Em sentido figurado, o Clube é um tradutor que nos permite descobrir aquilo que sempre quisemos saber uns sobre os outros. Neste sentido, nos passados dois anos já fizemos várias actividades, com bastante adesão e muito sucesso. No futuro, planeamos organizar eventos de divulgação da cultura internacional, encontros de convívio temáticos, encontros com figuras interessantes, entre outros.

Este clube, não é, de facto, uma associação, pois não possui estatutos. Tem, no entanto, uma estrutura, que está aberta à participação de todos os que sejam seus membros. As portas do nosso clube estão abertas a qualquer pessoa que esteja interessada em partilhar as suas ideias, pontos de vista, valores e atitudes, de forma a nos enriquecermos mutuamente.

Texto retirado do sítio oficial. Os meus agradecimentos à Prof. Larissa pelas excelentes aulas de língua russa.

domingo, 1 de março de 2009

Cerimónia dos Óscares em grande!

Segundo o observatório dos meios de comunicação social Nielsen Media Research, a 81ª cerimónia dos Óscares reuniu no passado domingo cerca de 36 milhões de telespectadores, mais 13% do que no ano transacto. Na verdade, em 2008, esta cerimónia tinha captado menos interesse por parte do público, sendo seguida apenas por 32 milhões de telespectadores, a pior taxa de audiência registada desde 1974. Os Óscares de 2007 atraíram 40,17 milhões de pessoas.

Gafes do Cinema

Para pilotar um helicóptero e carregar uma arma só há uma solução: uma 3ª mão…