terça-feira, 21 de abril de 2009

O fato de músculo

Esta importante informação é essencialmente dirigida ao grupo de pessoas que me acompanhou no visionamento de Austrália, especialmente o do sexo feminino. Pode, no entanto, apelar às minhas outras leitoras que se encontram solteiras, divorciadas ou viúvas, com idades compreendidas entre os 21 e os 56 anos ou com mais de 80 anos.
Não sei se recordarão o fatídico dia em que afirmei que, depois de Austrália, ou melhor, Austráááália (reforço a importância de dizê-lo de uma forma prolongada e pomposa), um certo actor seria integrado no grupo de profissionais mais reconhecidos e bem pagos de Hollywood. Pois bem, afinal a “profecia” acabou por se concretizar mais cedo do que eu imaginara, e da pior forma…

Certamente não será segredo para ninguém a capacidade de Hugh Jackman para agitar as mais minúsculas e abnegadas hormonas femininas. Sim, aquele mesmo, o tal que me causou o esmagamento do tímpano direito na sala de cinema… Sim, aquele que no referido filme tinha péssimas competências de relacionamento interpessoal, salvo quando cuidava de éguas inglesas e de vacas australianas, e que motivou, no final da sessão, alguma euforia relativamente à sua tonificação muscular. “BELO HOMEM”, diziam algumas…
Muito recentemente, tive a oportunidade de desmistificar um pouco essa ideia caprichosa de que certos homens já nascem com aqueles “atributos”: era necessário um exigente trabalho físico e um regime alimentar bastante rigoroso. Como referi na altura, o actor levanta-se diariamente por volta das quatro da manhã para ingerir 12 claras de ovos e a partir daí, de três em três horas, nutre-se de uma combinação explosiva de proteínas, muitos vegetais e arroz integral. Após o almoço, não pode ingerir hidratos de carbono, limitando-se ao peixe ou carne magra e aos legumes. No que ao exercício respeita, durante 6 dias por semana, às seis da manhã, faz uma sessão intensa de musculação com a duração de uma hora e meia, acompanhada por um personal trainer.

Mas como dizia no início deste artigo, e volto a repetir, a “profecia” acabou por se concretizar mais cedo do que eu imaginara, e da pior forma…
Como habitualmente, por volta das 0h00, estava eu enrolado nos lençóis da minha cama a ler o último número da Premiere portuguesa (nº 7, II série de Abril 2009), mais precisamente a página 45, quando fiquei a saber que este pobre actor – autêntico mártir nas mãos do personal trainer e desventurada vítima da cruel dieta alimentar – recebeu a miséria de um cachet de 20 milhões de dólares para interpretar Wolverine em X-Men Origins… Trata-se simplesmente dos mais elevados vencimentos de um actor de primeira linha em Hollywood.
Contudo, não bastava ser confrontado com tamanha injustiça, como ainda venho a saber, alguns parágrafos mais à frente (página 46), que na rodagem do mesmo filme, Liev Schreiber sentiu-se humilhado ao ser obrigado a usar um fato de músculo para equiparar o seu porte muscular com o de Jackman. É realmente indecente…

Minhas queridas meninas, digo-vos muito sinceramente, este homem não merece a vossa admiração! É um mercenário e um destruidor dos maiores orgulhos de qualquer homem: o seu ego e a sua virilidade!

13 comentários:

Alex Gonçalves disse...

Me recordo que gostava bastante de Hugh Jackman ao vê-lo pela primeira vez no primeiro "X-Men". Mas, com exceção da noite do Oscar, o que vem se destacando mais ultimamente é a sua forma física (e nem digo isso pelos suspiros da platéia feminina, mas pelos seus personagens meio rasos ou com a qual ele desenvolve com pouca inspiração) do que talento. E eu já vi o novo "Wolverine" e nota-se que ele agora lida com o herói no automático. Mas ele não pode se esquecer que os efeitos das claras de ovos não duram por toda uma existência...

Airton disse...

shaushaushu caguei de ri cum o final....

http://publicandobr.blogspot.com/2009/04/top-movies-publicando-grand-finale.html

terminei o ranking da uma olhada hj os 3 primeros

Fifeco disse...

Ehe eh... O texto tem muita piada de facto. Confesso que a mim esse é um pormenor que não me aquece nem me arrefece. Todas as raparigas gostam dele. mas também não passa de uma utopia tal como os rapazes a babarem-se pela Jolie. Claro que para atingir uma determinada forma física é preciso fazerem-se muitos sacríficios. E nem todos estão dispostos a isso. Tudo depende da pessoa, da profissão e da força de vontade.

Cá eu prefiro ir andando e não cair em exageros em qualquer uma das partes.

Abraço

Anónimo disse...

Ah, realmente coisa mais linda, esse Jackman!!! E não é só o "múskilo" que o faz assim. O homem já deu provas de que é belíssimo e também grande actor. Um mister!!!

Bom post, Filipe!

CAMP

ritha, a fine young girl who keeps spinning around disse...

Pessoalmente este senhor não me atrai nada, é vulgar e tem musculos a mais. Eu cá gosto de homens, nao é de super-herois!
Podia fazer uma lista dos homens parecidos do cinema, mas não e preciso e tornava-se bastante futil.
Deixem la meus senhores, nao se intimidem pelo Sr. Jackman!

- cleber . disse...

Eu simplesmente não gosto dele, por ele ser um tanto que 'pra frente' demais, muito exibido ao que não é !

Raquel Roque disse...

Gostei do sentido de humor do texto. A verdade é que o homem, com mais ou menos músculos, tem estilo....Destrói sem dúvida o ego de muitos outros seres do sexo masculino ::--))

CINE31 disse...

O que a Raquel disse é verdade, o homem tem estilo!
Texto muito divertido!

Andre Felipe disse...

Sinceramente, o Wolverine interpretado por ele está longe de ser o mesmo Wolverine do desenho. Falta muito instinto animal... agora pra falar do porte, precisa de mais um pouco de músculo pra ser o Wolverine na verdade. Se ele faz as menins suspirarem, eu não sei...rsrs... texto bem divertido.


Depois dê uma passadinha no meu blog MILHA TURVA
Abraços!!!!

Maria das Mercês disse...

Filipe, a tua verve está sempre em forma: grande "post"!
O que faz as pessoas sentirem atracção física umas pelas outras? Não sei, é uma pergunta de retórica... :)
Posso achar um homem lindíssimo e não querer sequer aproximar-me dele! Acima de tudo, prefiro o Sean Connery, o Colin Firth e, nos velhos tempos, o Cary Grant!

close-up disse...

epá realmente aquele homem é um armario!!! lool confesso que gosto de homens bem feitinhos mas aquilo também é de mais para mim xD ehe

e coitado do liev nao sabia dessa pormenor...realmente é de se ficar indignado ehe!

Filipe Machado disse...

Caros amigo(a)s, vejo o Hugh Jackman como um dos grandes actores do nosso tempo, talvez subaproveitado nestes papéis de super-herói. No entanto, para quem o viu em The Prestige, The Fountain ou até mesmo em Scoop, não pode negar que a sua carreira meteórica é inteiramente merecida. Terá certamente um futuro brilhante à sua frente.

Ana Gomes disse...

Blog Interessante...